Fenalaw 2019 aborda o mundo das Lawtechs, governança da segurança da informação e proteção de dados pessoais (LGPD) | Contei

Inteligência Artificial, software jurídico, atendimento via chatbot e mediação online. Se hoje esses termos parecem de ficção científica, em breve eles se tornarão norma no meio do Direito Brasileiro. Pelo menos é o que indica a presença massiva de Lawtechs na Fenalaw 2019, a maior feira jurídica da América Latina. O evento também destaca o crescente processo de transformação digital que impactam ambientes de negócios e apresentam novos desafios e obrigações aos administradores. E como já é de conhecimento amplo, baseada na regulação europeia de proteção de dados pessoais (GDPR), a lei geral de proteção de dados (LGPD) pessoais já é uma realidade no Brasil.

O não cumprimento da LGPD, ou qualquer regulação de privacidade do gênero, é muito mais do que uma ação judicial ou uma multa pesada, mas uma perda de confiança do mercado.

Dra. Helga Lopes Sanchez, sócia do escritório Sanchez & Sanchez Sociedade de Advogados, esteve com a Dra. Mayara Marins, nesta última quarta-feira (23/10), em São Paulo, para acompanhar a abertura da Fenalaw.

O evento, que é realizado até o dia 25 de outubro na capital paulista, no Centro de Convenções Frei Caneca, traz novas soluções, produtos e serviços destinados para escritórios de advocacia e departamentos jurídico.

De acordo com a Dra. Helga Lopes Sanchez, o objetivo do escritório no evento é se atualizar nessas novas práticas e conhecer as novas tecnologias aplicadas no setor, além de acompanhar o que está sendo discutido na questão das  governanças de informações e na lei geral de proteção de dados (LGPD).

“A não observação de processos e boas práticas de governança da segurança da informação e proteção de dados pessoais por parte das organizações brasileiras, não apenas abalará a imagem corporativa e a confiança de seu mercado, mas também colocará as organizações ao alcance de penalidades legais. Isso pode colocar em descrédito as estruturas de governança e gestão, bem como de seus agentes por negligenciarem as obrigações legais, humanas, tecnológicas e estruturais desta regulação”, explica Dra. Helga.

 Lawtechs

 A nomenclatura é recente, mas o crescimento do setor é substancial. Em apenas 3 anos, de 2017 para cá, a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs subiu de 20 membros para 422. Exatamente: já existem mais de 400 empresas brasileiras que  se classificam como legaltechs ou lawtechs.

boom do setor chegou, claro, à Fenalaw. De todo o espaço de exposição do evento, 40% está destinado para as empresas de tecnologia jurídica, o que mostra como o futuro será, mais do que nunca, digital e tecnológico

 As lawtechs são empresas e startups de tecnologia voltadas para o ambiente jurídico. São companhias que desenvolvem recursos que ajudam a facilitar a vida dos profissionais de Direito, como advogados, promotores e juízes.

De certa forma, as lawtechs são como as fintechs (empresas de tecnologia do setor de finanças), só que para a área do Direito.

Sobre o Escritório Sanchez & Sanchez Sociedade de Advogados

Fundado em 1998, o escritório Sanchez & Sanchez Sociedade de Advogados, que possui sede em Ribeirão Preto-SP, além de escritórios próprios e parceiros em toda a região sudeste e sul do país, conta com aproximadamente 500 colaboradores e clientes por todo o Brasil, concentrando em médios e grandes grupos econômicos, nas áreas de seguro, telefonia, bancos, serviços, construção civil, dentre outros.

Com atuação pautada na ética, no conhecimento e na competência técnica, o escritório, que conta com quatro sócios renomados: Dr. Jorge Sanchez, Dr. Rubens Zampieri Filardi, Dr. Rafael Barioni e Dra. Helga Lopes Sanchez, se destaca pelo uso de inovadoras estratégias jurídicas, habilidade em negociações e capacidade de sanear carteiras com soluções inteligentes e tecnológicas. Com know how nas áreas de recuperação de crédito, contencioso cível e trabalhista.

Serviço:

Fenalaw

Data: 23 a 25 de outubro

Horário de funcionamento: 09h às 19h

Local: Centro de Convenções Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569, São Paulo.