Nos EUA brasileira assume ter gasto mais de 45 mil dólares em cirurgias plásticas: “A obesidade dos americanos me deixou paranoica” | Contei

A obesidade nos EUA atingiu um novo patamar máximo e já afeta 39,6% da população adulta americana. Vivendo na Flórida, a brasileira e musa fitness Dani Leal, 25 anos, revela que desenvolveu um hábito compulsivo por cirurgias plásticas. “Ver toda essa população acima do peso me deixou um pouco paranoica”, disse.

Nos dias atuais, ser fitness e assumir publicamente cirurgias plásticas não é algo comum. Mas esse não é o seu caso. “Já gastei mais de 45 mil em cirurgias plásticas, atualmente acredito que parei, acredito que as mulheres nunca estão satisfeitas com o próprio corpo”.

Nos Estados Unidos, assim como no Brasil, as cirurgias plásticas são comuns e com oferta muitas vezes sedutora. “Nesse universo onde têm várias opções de procedimentos, ficamos confusas e perdemos a noção do que é bonito e não sabemos quando parar, por isso vale estarmos sempre atentas”.

Apesar das inúmeras cirurgias, ela conta que o seu objetivo nunca foi ficar parecida com alguma celebridade, como outros geralmente fazem. “Vejo pessoas gastando milhões para ficar parecida com uma boneca ou um famoso, mas o que vale é se sentir melhor consigo mesma, e não para ser igual a outra pessoa”.