Sociedade de Cirurgia Plástica alerta sobre fake news nas redes sociais | Contei

A SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) lançou uma campanha em seu site oficial para alertar a população sobre os riscos de fake news e propagandas enganosas de cirurgias plásticas divulgadas nas redes sociais.

Intitulada “Cirurgia Plástica: não existe milagre. Existe estudo, técnica e especialização!”, o objetivo da campanha é reforçar a necessidade de procurar profissionais qualificados na hora de realizar cirurgias plásticas e procedimentos invasivos.

                                                  Crédito:  divulgação  @drnakamura

“A vinda desse tema, foi uma excelente oportunidade para abrir essa comunicação com as minhas pacientes. Como nosso atendimento abrange outros países através da telemedicina, tornou-se uma ótima oportunidade para termos uma consulta bem detalhada onde é possível traçar um planejamento cirúrgico seguro e esclarecido em relação à expectativa e realidade.” Explica o cirurgião plástico Dr. Fernando Nakamura

De acordo com a SBCP, frequentemente são encontrados resultados “milagrosos” de fotos de antes e depois nas redes sociais. E para a sociedade, é preciso ter muito cuidado, uma vez que são usados diversos artifícios de manipulação de imagens como luz, maquiagem, mudanças de ângulo e programas gráficos.

“Percebo que muitas pacientes buscam nas redes sociais imagens com resultados de celebridades ou influenciadoras e acabam caindo de forma natural nessa proposta de comparação. Não vejo problema nenhum se a paciente levar fotos para usar como referência. Entretanto, quando isso acontece sempre é explicado que nenhum  médico pode garantir que o resultado do procedimento fique idêntico ao de outra pessoa, já que cada organismo possui uma harmonia física diferente, além de reagir de modos diferentes às situações”. 

A campanha da instituição divulgou uma série de imagens mostrando como elas podem ser manipuladas. Além disso, conta com vídeos informativos com entrevistas de cirurgiões relatando os riscos dos procedimentos estéticos e o que pode ser feito para minimizá-los. E há também diversos posts nas redes sociais para ampliar a divulgação.