A Moda e a receptividade de pessoas transgêneros em posições de destaque

Uma das primeiras supermodelos transgênero na moda, Tracey “Africa” Norman, foi escolhida a dedo em 1971 por Irving Penn em um elenco para a Vogue italiana. De lá, Norman desfilou nas maiores semanas de moda contratadas por marcas como Balenciaga e fechou contratos com marcas como Clairol e Avon. Seu futuro na moda parecia estar apenas no começo – mas quando ela foi declarada uma mulher transgênero, os trabalhos sumiram, porém a transfobia sofrida por ela no mercado não passou batida pela comunidade LGBTQIA+ e deu início também a uma luta que há mais de 3 décadas exige representatividade na moda e possibilitou que uma série de super estrelas da moda pudessem alcançar posições de destaque no setor após tantos anos de portas fechadas por preconceito e discriminação.

Na história da moda, alguns dos maiores líderes da indústria tiveram musas transgênero: Stephen Sprouse trabalhou em estreita colaboração com Teri Toye nos anos 80, Thierry Mugler com Connie Fleming nos anos 90 e Jean Paul Gaultier com Roberta Close, também nos anos 90.

Atualmente, existe uma verdadeira constelação de grandes estrelas da moda, tanto mulheres quanto homens transgênero, que venceram os obstáculos e conquistaram o mercado da moda. Veja quem são as maiores personalidades transgênero no mercado de modelos Brasileiros:

1- Valentina Sampaio

Valentina Sampaio
Valentina Sampaio – Foto: Divulgação

A cearense já desfilou pela Victoria’s Secret e foi capa de revistas como Vogue Paris e L’Officel. Ela também foi o rosto de marcas de beleza, incluindo L’Oreal, Marc Jacobs e Dior.

2- Lea T.

Lea T.
Lea T. – Foto: Divulgação

Ela já foi capa de Marie Claire, das versões italianas da Vogue, Grazia e Glamour, a brasileira é uma das modelos mais bem sucedidas da indústria. Ao mesmo tempo que transita entre os círculos exclusivos da moda, usa sua visibilidade em nome de pessoas trans e negras.

3- Ivvi Romão

Ivvi Romao
Ivvi Romao – Foto: Divulgação

Ivvi é natural do Alagoas mas vive atualmente em Lisboa. Já desfilou para grandes casas de moda na Europa e foi publicada pelas principais revistas, incluindo a Vogue Portugal. Ela também foi capa recentemente da revista iMirage Magazine e falou sobre a importância de representar a comunidade na moda internacional.

4- Sam Porto

Sam Porto
Sam Porto – Foto: Divulgação

Sam Porto é brasiliense, e o primeiro homem trans a desfilar no São Paulo Fashion Week, em 2019. Aos 16 anos, Sam coleciona no currículo marcas como Ellus, Cavalera, João Pimenta, Another Place e Handred e outras. Também já posou para o fotógrafo Mario Testino, estrelou a capa digital da Vogue e a capa física da L’Officiel Hommes e figurou em editoriais de publicações como Marie Claire e Made in Brazil. Recentemente, estrelou sua primeira campanha de cuecas, para a Calvin Klein.

Vale lembrar que essas conquistas aconteceram com muito tempo e conscientização. O Brasil ainda é o país que mais mata pessoas trans. Disque 100 para denunciar qualquer violência.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.