Atores Camila Curty e Pablo Cortez se reinventam em quarentena e integram elenco de peça online | Contei

Com a pandemia do covid-19 que atingiu o Brasil e o mundo há cerca de 8 meses, profissionais das mais diferentes áreas precisaram buscar novas formas de darem seguimento ao trabalho no “novo normal” após a proliferação do vírus. Os atores e também namorados Pablo Cortez e Camila Curty se reinventaram durante o período de isolamento social para continuarem produzindo e atuando.

No inicio da quarentena produziram e protagonizaram juntos a websérie “Cartas Para O Fim de Um Mundo”, que conta a história de uma troca de cartas de um casal que percebe seu relacionamento em momentos de incerteza, devido a todo o distanciamento causado pela pandemia.

Ainda vivendo no contexto de necessidade de permanecer em casa para evitar a propagação do vírus, Camila e Pablo integram ao elenco da peça online “Olhei Pro Buraco E Era Um Olho Mágico”, que terá nos próximos dias o segundo final de semana de apresentação ao vivo pela plataforma do zoom. A peça surgiu a partir de um laboratório conduzido pela diretora e preparadora de atores Estrela Straus.

A dramaturgia, que trata sobre o processo de cura de doenças psíquicas como depressão, ansiedade, entre outras, possui um roteiro autoral e foi produzida por meio de depoimentos e relatos pessoais. A bilheteria é inteiramente destinada ao Centro de Valorização da Vida, que trabalha na prevenção ao suicídio.

A peça conta com 12 atores de diferentes lugares do Brasil, sendo Camila e Pablo os únicos cariocas do elenco. A dramaturgia contém solos autobiográficos, auto ficcionais e entrevistas. Camila faz um solo de auto ficção e Pablo uma entrevista com um amigo. Todos os solos partem de relatos pessoais, entrevistas e bulas de remédio, o elenco aborda de forma sensível e leve desequilíbrios psíquicos, sofrimentos e curas emocionais.

O conto “A pessoa deprimida”, de David Foster Wallace e o filme “Jogo de Cena”, de Eduardo Coutinho, foram inspirações para a criação e produção de “Olhei Pro Buraco E Era Um Olho Mágico”.

Com o isolamento social novas adaptações surgiram na arte e o número de apresentações online vem crescendo a cada dia. Para Camila e Pablo, a experiência de ter o celular como o olho da plateia está sendo uma descoberta. Os atores afirmam que estão aprendendo como funciona a mistura do teatro com o audiovisual. O desafio se torna ainda maior por ser uma apresentação ao vivo e precisar contar com imprevistos, como pique de luz e da internet, por exemplo.

Além disso, a peça também oferece aos atores a oportunidade de se reinventarem e aprenderem sobre posicionamento das luzes ao favor deles e como transformar a casa no próprio cenário e a roupa no figurino.

Até o momento as apresentações do próximo final de semana (04, 05 e 06 de dezembro) serão as últimas. A peça é dividida em três atos temáticos, chamados de buracos: O Buraco é mais em baixo, às 19h, Buraco umbilical, às 20h, e Buraco em erupção, às 21h. O ingresso dá direito a assistir os três atos/buracos que relacionam-se de maneira independente. O público fica livre para entrar na sala às 19h, 20h e/ou 21h ou para assistir aos três atos em sequência.

Serviço:

Datas: 04, 05 e 06 de dezembro – sexta a domingo

Horário: às 19h, 20h e 21h

Valor: Pague quanto puder

Classificação: 16 anos

Link: https://www.sympla.com.br/inboxcultural