Com mensagem forte e necessária, DJ Hunter lança novo single “Feminicídio” | Contei

“Feminicidio é um diálogo com o público. Busquei dar voz às mulheres que tem algo a dizer e não conseguem, talvez por medo ou falta de oportunidade. Acredito que falar sobre esse tema encoraje muitas mulheres”. Com participação de Azuuos e Tavinho, a música mostra a importância de prestar atenção para os inúmeros casos de violência sofridos por mulheres, buscando conscientizar e alertar todas que passam por relacionamentos abusivos.

A música mostra uma mulher empoderada, dona de si, que percebe a “furada” e decide pôr fim a um relacionamento tóxico. A letra acerta em cheio, mostrando a realidade e indignação da vítima e ressalta que a culpa nunca é da mulher, como ela se veste ou dança, e sim do parceiro que, na maioria das vezes, ultrapassa os limites entre o amor e a posse. “É um grito de liberdade”.

Nascido no bairro Tremembé, zona norte de São Paulo, Henrique Belitante, mais conhecido como Dj Hunter, teve o primeiro contato com a música muito cedo, aos nove anos, e logo já estava estudando piano e teoria musical. Cantor, compositor e produtor, ele é conhecido por trazer os elementos e a harmonia do samba e do pagode para a cena funk paulista. As referências passam por vários estilos: Red Hot Chilli Peppers, Michael Jackson, Fundo de Quintal e Andrea Bocelli.

Para o DVD acústico, contou com a participação de artistas do funk e do rap, com finalidade de mostrar uma diversidade musical em cada faixa, misturando elementos eletrônicos e trazendo suas influências. “Produzi e arranjei o álbum inteiro pensando em como levar ao público uma diversidade de sons. Acho que consegui”.

Além de “Ferminicídio” e o lançamento do DVD, o DJ está à frente da Hunter Records onde produz para grandes nomes do funk como Lelêjp, Marks, Vitão do Savoy, Neguinho do Kaxeta, Ananda, Haitan, entre outros.

Ouça “Feminicídio”: