Coroada embaixadora do carnaval do Rio Grande do Sul, Alice Alves ganha também o troféu de melhor Rainha de Bateria do carnaval fora de época de Uruguaiana | Contei

Comovida pelo triste momento que o mundo vive, Alice Alves ganhou um motivo para comemorar durante a quarentena. A beldade fez uma verdadeira maratona no carnaval de 2020, fazendo a abertura oficial do carnaval da Argentina e também dos desfiles das escolas de samba de Porto Alegre, ocasião em que também recebeu o título de Embaixadora do Carnaval do Rio Grande do Sul. Além de brilhar muito nos postos de musa da Portela, no Rio de Janeiro, e Rainha de Bateria da escola gaúcha Deus Chucha na Zebra, em Uruguaiana. É da cidade, aliás, que vem a notícia boa, já que a morena ganhou o estandarte de ouro em sua categoria.

Fotos: Wallace Mendonça / Elias Pizarro

“É o reconhecimento de um trabalho distante, porém próximo. Minha bateria foi digna, foi merecedora. O meu papel não é chegar e só desfilar. Nunca foi. Eu me envolvi com essa bateria e todos os seus ritmistas e isso me favoreceu. Esse troféu eu não devo só a mim, devo a minha bateria mancha Negra, ao meu mestre Renatinho, a minha escola que também me abraçou por mais um ano e a todo mundo que estava ali curtindo”, contou Alice completando em seguida: “Hoje, até como embaixadora do carnaval do Rio Grande do Sul, eu me sinto honrada, porque eu me vejo muito acarinhada por todas as escolas de Uruguaiana.”

Fotos: Wallace Mendonça / Elias Pizarro

A entrega do prêmio, prevista para hoje, 19, não pôde ser acompanhada pela médica veterinária e campeã de Karatê, que está no Rio de Janeiro guardando isolamento, conforme decreto estadual. O que segundo ela, não chega ser um grande empecilho, já que foi daqui do Rio mesmo que conseguiu acompanhar todos os ensaios da bateria da agremiação gaúcha, através vídeo chamada. A beldade também não deixou de se gabar por ter sido uma das idealizadora da coreografia feita pela bateria, que se abria em plena Avenida. “estou muito feliz e grata por terem embarcado em toda a minha loucura”