Mais do que um “rostinho bonito”: Simpósio estimula o aprendizado e a qualificação de modelos

Mostrando que o mercado da moda está se aperfeiçoando cada vez mais, e exigindo que as pessoas que atuam na área se qualifiquem, o simpósio intitulado como “O que falta?”, surge como um ponto de encontro entre modelos e profissionais do ramo, para tratar sobre o mercado da moda e do empreendedorismo. Promovido pelo empresário e agente de modelo Elian Gallardo, o evento gratuito que aconteceu na última quinta-feira (15) e que já existe há mais de 30 anos em diversas cidades do Brasil, contou com a presença de grandes palestrantes.

Com o passar do tempo, vemos que a indústria da moda foi se adaptando a uma velocidade absurdamente rápida, e com isso ocorreram transformações no ramo, mostrando que ser modelo não é apenas ter um rosto bonito, mas que é necessário ser flexível e estar atento às necessidades de mercado. Pensando nisso, o evento trouxe tudo que há de novo e essencial para conseguir se lançar no ramo com eficiência e precisão, abordando sobre empreendedorismo, noções reais de mercado, dicas de como lidar com clientes e de como se sair bem em um casting.

O simpósio ocorreu em um hotel de luxo na Av. Paulista, proporcionando aos convidados uma experiência única, com estrutura completa e até um estúdio fotográfico. Por isso, uma equipe de produtores fez a cobertura de todo o evento, direcionando os modelos para que pudessem desenvolver a noção de expressão corporal.

Simpósio
Foto: Reprodução/Instagram @eliangallardo.oficial

Ao ser questionado sobre o principal objetivo em qualificar os seus modelos, Elian Gallardo, que também já foi coach de top models como Amanda Wellsh, Lucas Cristino, Caian Maroni, Rodrigo Hilbert e muitos outros, conta que “a moda é uma profissão como qualquer outra, e para outras profissões também é necessário qualificações, então por que não ter essas qualificações na moda? Os meus modelos são preparados para o mercado desde o momento em que assinam o contrato, pois eu penso que temos que tirar o estereótipo de que ‘ser modelo é tirar uma foto bonita, mostrar o abdômen sarado ou o corpo com medidas consideradas perfeitas’, ser modelo é muito mais que isso, é mais que um estilo de vida”. Entre os profissionais convidados para realizar as palestras, nomes de peso como Cláudio Santana (Diretor de desfiles do São Paulo Fashion Week), Miriam Rocha (Consultora de Moda), Rafael Guapiano (Maquiador), Laéllyo (Influencer), Matheus Mesquita (Modelo internacional), Tato Beline (Fotógrafo), e Augusto Rezzende (Produtor) marcaram presença no evento.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.