Médico faz investimento milionário em healthtechs pelo país | Contei

Com a criação de um HUB de inovação e diversas startups na área da saúde, Pedro Miranda amplia número de empresas tecnológicas ligadas à medicina no Brasil

De acordo com a última pesquisa realizada pelo hub de inovações, Distrito, existem cerca de 542 healthtechs no país que já receberam cerca de R$430 milhões em investimentos, desde 2014. O sudeste é a região que concentra a maioria dessas empresas, chegando a 64%. O sul vem atrás com 23,7%, seguido do nordeste, com 7,6% e, centro-oeste, 4,2%.

Nesta última região, existe um polo de healthtechs que é comandado pelo médico radiologista, Dr. Pedro Miranda. O Hub Think, é um complexo de incentivo e incubação de startups de saúde, voltado para o bem-estar de empresas e colaboradores. Criado a partir de uma experiência no Vale do Silício, o polo proporciona uma experiência de trabalho e estudo em espaços inovadores, integrados e sustentáveis.

“Além de ser apaixonado pela medicina, eu sempre me interessei muito pela tecnologia e pela maneira como ela é e pode ser, cada vez mais gerando impactos positivos na saúde no país. Como sou empreendedor antes mesmo de ser médico, passei a investir muito tempo e conhecimento para conseguir melhorar a qualidade de vida do paciente, do médico e do atendimento em si e como essa inovação tecnológica pode ser promovida com auxílio das soluções das healthtechs. A criação do Hub Think nasceu desse desejo”, explica o Dr. Pedro Miranda, de 30 anos.

Soluções tecnológicas, como impressão de órgãos, prontuário eletrônico, cirurgias robóticas, telemedicina e simulação realística são algumas das inovações que as healthtechs focam atualmente.

Uma healthtech que faz parte desse aglomerado de startups criado pelo também empreendedor, é a MED + Diagnósticos, uma rede de clínicas de radiologia em Goiânia (GO) que realiza diagnóstico por imagem com preço acessível, exames sem hora marcada e entrega de resultados “na hora”.

Atual presidente da Associação Brasileira de Simulação Realística, Pedro Miranda aposta muito na utilização de tecnologias e simulações de baixo custo para o aprendizado definitivo dos profissionais, popularizando o acesso a esse tipo de conhecimento e capacitação.

No início da pandemia do coronavírus, o médico formou uma equipe que se debruçou sobre os protocolos de atendimento para garantir que os pacientes recebessem o melhor tratamento e que as equipes fossem preservadas da contaminação da Covid-19. “Foi esse o trabalho que me levou a coordenar e estruturar equipes e hospitais de campanha pelo país usando inteligência artificial, realidade virtual e simulação com manequins, com baixo custo e alto nível de aprendizado”

De olho nesse mercado, Pedro está à frente do Instituto Pedro Miranda, startup brasileira que oferece capacitação, cursos e treinamentos para médicos e acadêmicos de medicina com metodologia de ensino própria e registrada, que inclusive foi ganhadora do prêmio nacional de educação e que possui amplo aparato tecnológico para seus alunos.

“A simulação realística consiste em um treinamento muito próximo do real para médicos e acadêmicos de medicina, com o uso de atores capacitados e tecnologia de ponta estamos popularizando a utilização dessa forma de aprendizado, que somente com investimentos milionários algumas instituições tinham acesso. Hoje estamos chegando em lugares no Brasil e na América Latina difundindo a simulação realística que é uma das formas de aprendizado. Essa capacitação permite que o profissional entenda melhor cada questão e esteja suscetível a um aprendizado com uma porcentagem menor de erros. Mais uma vez a tecnologia avançada promove benefícios, diminui a taxa de erro humano”, explica.

Em todo o mundo, mais de US$ 40 bilhões foram investidos no setor de healthtechs desde 2014. Todas essas startups, empresas, hubs e iniciativas atuam com inovações tecnológicas no setor de medicina e contribuem para uma evolução na área da saúde.

Ainda segundo a pesquisa do Distrito, São Paulo (SP) concentra cerca de 43,1% das healthtechs do país. No estado de Goiás (GO) existe apenas o Hub Think, complexo de incentivo e incubação de startups de saúde, voltado para o bem-estar de empresas e colaboradores, também criado pelo médico Pedro Miranda, está localizado em Goiânia e possui várias empresas hospedadas em sua instalação. O local está se tornando uma verdadeira referência em tecnologia, especialmente no Centro-Oeste do país.

Sobre Dr. Pedro Miranda

Graduado em Medicina pelo Centro Universitário do Planalto Central, Pedro Miranda fez residência em radiologia no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG). É mestre em atenção à saúde pela PUC-Goiás, Presidente da Associação Brasileira de Simulação Médica,  professor universitário, criador do método DSM30, ganhador do Prêmio Nacional de Educação 2020 e reconhecimento pela revista Forbes como um dos principais “game changers” da educação brasileira antes dos 30 anos, sendo premiado na categoria Ciência e Educação da Forbes 30 under 30.

Acompanhe o Dr. Pedro Miranda no Instagram: www.instagram.com/pedroernestomiranda

Mais informações: pedromiranda.com.br

Imprensa concedida por: Roberta Nuñez – RN Assessoria Imprensa