Raphael Macedo conta sobre a carreira de Filmmaker nos dias de hoje, “Me apaixono cada dia mais pela profissão que escolhi” | Contei

Raphael Macedo conta sobre a carreira de Filmmaker nos dias de hoje, “Me apaixono cada dia mais pela profissão que escolhi” 

Com mais de 10 mil seguidores no instagram, o Paraense Raphael Macedo cria conteúdo para marcas e empresas, atuando em diversos nichos como Filmmaker e fotografo nas áreas de moda, produtos, alimentos, casamentos e até coberturas de artistas famosos em shows da sua cidade como Alok, Wesley Safadão, Raça Negra, Dennis DJ, Gustavo Mioto, entre outros.

Raphael Macedo contou melhor sobre sua carreira e suas experiências como filmmaker e tudo que envolve esse trabalho, Confira:

O que é filmmaker?

– filmmaker é a indústria do cinema resumida em uma pessoa.  Dentro dessa indústria temos diversos profissionais para que aquele filme aconteça, diretor, roteirista, câmeras, colorista, Sound Designer, diretor de fotografia, cenógrafo, musico/maestro, editor, assistentes entre outras funções.  Na carreira de filmmaker de modo geral, essa equipe é resumida a uma ou duas pessoas.  A verdade é que o filmmaker preencheu uma necessidade que o mercado tinha de produzir vídeos cinematográficos, com valores mais amigáveis e tempo de produção menor.

Qual a diferença entre videomaker e Filmmaker?

-Em teoria, o filmmaker é mais voltado para curta metragem e o videomaker para a atuação publicitária, porém, na prática ambos têm praticamente as mesmas funções e responsabilidades. Para mim, o que difere é se você fez filme ou vídeo.

Como começar na carreira na carreira de Filmmaker?

-Não há uma regra para o início, mas é interessante que o contato seja primeiro com a fotografia still para entender os princípios básicos e após isso, evoluir para a produção de vídeo em si. Eu por exemplo comecei fotografando ensaios femininos e transitei por vários outros nichos até amadurecer o olhar para tornar-me filmmaker.  Outro ponto interessante é não se limitar ao seu equipamento, hoje em dia, o acesso a um smartphone é muito grande, com ele já podemos estudar fotografia e a produção de vídeo sem grandes problemas.

Qual é o salário de um filmmaker?

-Bom, depende de qual seu enfoque de atuação, quanto trabalha, para quem trabalha e qual seu nível de experiência. Tem filmmaker ganhando R$ 1500,00/Mês e outros mais de R$100.000, óbvio que depende da sua dedicação e perseverança.

Qual é o campo de atuação nessa profissão?

-Hoje toda e qualquer empresa precisa de marketing, fotos e vídeos para vender seus produtos  ou serviços; além do tradicional casamento, debutantes, shows, festas, festivais. Existe uma infinidade de opções para se atuar. É importante experimentar o máximo delas possível para analisar qual prefere.

Qual campo dessa área que você mais se identificou?

-Me identifiquei produzindo conteúdo para marcas em viagens e juntei o útil ao agradável. Amo viajar e poder agregar o trabalho a isso foi sensacional.

O que é preciso para ser um bom filmmaker?

-Um bom filmmaker é aquele que se mostra extremamente proativo, em todos os seguimentos. Não fica esperando as coisas caírem do céu, vai em busca de clientes e conhecimento, ou seja, está sempre se atualizando com as novas técnicas e linguagens. Além das qualidades que existem em outras profissões como pontualidade e compromisso com prazos, o que hoje é uma das maiores dificuldades do universo filmmaker.

Qual a melhor parte de ser um Filmmaker?

-Não posso generalizar para todos os nichos, mas pelo menos para mim, é a produção de conteúdo para marcas e empresas, a possibilidade de trabalhar com aquelas que me identifico e poder viajar fazendo isso, conhecendo culturas diferentes, lugares e pessoas. O universo do filmmaker é contar histórias, a pergunta é; para quem? E como? Por isso me apaixono cada dia mais pela profissão que escolhi.

Por que você quis ser filmmaker?

-A verdade é que as coisas foram acontecendo naturalmente, eu já fotografava mesmo antes de trabalhar, com vídeos e a necessidade do mercado me fez acelerar o processo de aprendizagem para produzir. Já era algo que admirava bastante e o processo foi bem tranquilo, já que para ser filmmaker é necessário o embasamento técnico e teórico de fotografia still.

Quais suas metas na carreira de filmmaker?

-Acredito que minha principal meta é a volta da produção pelo Brasil e principalmente fora, nesse momento de incertezas, as marcas ainda estão se contendo e esperando a diminuição e término da pandemia.