Saiba tudo sobre a toxina botulínica, conhecida como Botox | Contei

O especialista Dr. Rogério Marques explica por que algumas pessoas perdem a expressão facial e como evitar isto.

Você já deve ter ouvido falar muito sobre o Botox, que na verdade é um nome comercial de toxina botulínica. Além dela, existe o Dysport, Botulift, Botulin, Xeomin entre outras, que também são marcas da substância.

Segundo o dentista Rogério Marques, a toxina botulínica é uma neurotoxina, que atua causando uma interrupção do estímulo de contração motora, de forma temporária, minimizando a ação muscular, consequentemente, reduzindo as rugas de expressão.

A substância tem a durabilidade média de 3 a 6 meses, podendo, após este período, fazer uma reaplicação.

Muitas pessoas tem medo de fazer o procedimento e perder as expressões faciais, mas é possível mantê-las, desde que haja um planejamento correto.

“Essa alteração na expressão facial depende da forma com que o produto é aplicado. Conforme a quantidade de toxina e a distribuição dos pontos de aplicação, poderá haverá um excesso de paralisia e perda completa de algumas expressões. Um bom resultado de tratamento, busca um equilíbrio entre a formação de rugas e a manutenção de expressões”, explica o dentista.

De acordo com Rogério, o valor médio do procedimento custa de 1000 a 1500 reais. O procedimento costuma levar vinte minutos entre aplicação e orientações.

A toxina botulínica um fármaco bem seguro e com poucas contra-indicações.

“Somente sendo contra-indicado a gestantes e alérgicos a algum componente do produto. Além disso, alguns antibióticos podem causar interação com o produto. Nestas casos é necessário terminar o tratamento para poder aplicar a toxina”, esclarece.

Os cuidados após a aplicação são: evitar exposição ao sol, não se deitar de 2 a 3 horas e evitar exercícios físicos por 12h. Além desses cuidados, o profissional orienta não passar nenhum produto na face no dia do procedimento.