Sugar Baby relata a sua trajetória e a expectativa do primeiro Natal com seu Sugar Daddy | Contei

Entrei para o universo dos relacionamentos sugar e me surpreendi

Natália, 26 anos, estudante universitária de enfermagem, saiu de Bauru, no interior de São Paulo e veio para a capital há quatro anos. Deixou família, amigos e todas as referências de uma vida tranquila e sem preocupações. Queria prestar o vestibular para enfermagem e, na segunda tentativa, conseguiu passar. Dividia o apartamento com uma amiga que fez ao chegar a São Paulo, trabalhava como baby sitter e não via muita perspectiva de conseguir realizar os seus inúmeros planos de viagem antes de começar a atuar na sua área de formação. Os rendimentos só eram suficientes para pagar a faculdade e, de forma precária, se manter. Os momentos de lazer eram bancados pelo namorado da mesma idade, também estudante, que era sustentado pelos pais.

“Depois de dois anos de namoro com alguém que não era independente, fiquei me perguntando como seria me relacionar com uma pessoa mais madura e financeiramente estável. Li uma matéria sobre o relacionamento sugar e resolvi experimentar por curiosidade. Era algo que nunca tinha vivido. Partir em busca de alguém que me trouxesse estabilidade emocional, financeira e ainda a possibilidade de começar a conhecer o mundo. Por que não? O meu namoro já tinha terminado e, logo depois, fiz a minha inscrição no site MeuPatrocínio. Não sou o que se pode chamar de musa da beleza, sou uma garota comum, mas tenho os meus atrativos. Inteligente, consigo manter uma conversa em alto nível, estou sempre bem informada e, pelo que me dizem, sou uma companhia agradável e divertida. No início, recebi muitas propostas para jantares e nem sempre o resultado era o esperado. Mesmo estando em uma plataforma sugar, desejava um relacionamento sério com alguém maduro e atraente. Fui descartando candidatos que não tinham nada a ver comigo e aqueles que só queriam algo passageiro. Decidi que a minha tentativa duraria mais seis meses. Se não encontrasse alguém legal, desistiria. Dois meses antes do final do prazo que me dei, recebi uma mensagem de Sergio. Ele tem 50 anos, é divorciado e atua no ramo da construção civil, sócio de uma construtora de médio porte. Saímos para um primeiro encontro e fiquei encantada com a postura, inteligência, segurança e charme, muito charme! Fomos nos conhecendo aos poucos e percebemos que tínhamos muito em comum, encaramos a vida com leveza e aproveitamos o que ela nos oferece. Quando a relação ficou mais séria, Sergio alugou um apartamento para mim para que eu pudesse ter mais liberdade e privacidade. Não trabalho mais como baby sitter. Ele, generosamente, banca as minhas despesas, inclusive a faculdade. Só preciso me preocupar em estudar e estar com ele sempre que possível. Estamos juntos desde o início do ano e, antes da pandemia, consegui fazer a minha primeira viagem internacional com ele. Passamos alguns dias maravilhosos em Cartagena e tínhamos outros planos, descartados por causa do isolamento. Acredito até que essa situação tenha contribuído para nos aproximar mais ainda. Estamos sempre juntos, mas ainda não discutimos sobre a possibilidade de dividirmos o mesmo espaço. Tudo tem seu tempo. Para a minha surpresa, neste nosso primeiro Natal, ele está fazendo questão de ir comigo para o interior de São Paulo conhecer a minha família. Foi iniciativa dele e fiquei feliz por sentir que ele está, cada vez mais, se aproximando de mim e quer conhecer a minha história. Acho que deve ser um bom sinal. Há dois meses, ele me apresentou para o filho do primeiro casamento. Estava receosa, mas fui muito bem recebida. Aos poucos, e com pequenos gestos, vou sentindo que os meus sonhos de um relacionamento estável e duradouro podem se realizar. Quem pensa que a relação sugar resume-se a troca de favores está muito enganado! A diferença neste tipo de relacionamento é a transparência. Podemos dizer, às claras, as nossas expectativas. Foi o que fiz e, para mim, está dando certo!”.

Sobre o Meu Patrocínio

Primeiro e maior site de relacionamento Sugar do Brasil, o MeuPatrocínio é a rede social mais exclusiva e elitizada do país. O estilo de vida Sugar reúne homens poderosos a mulheres jovens e atraentes para relacionamentos verdadeiros, transparentes, com acordos preestabelecidos e expectativas alinhadas. Hoje, em sua base de dados, a plataforma conta com quase três milhões de usuários. Todos submetem seus perfis e fotos à aprovação individual. Somente são aceitos maiores de 18 anos que devem aderir às condições e termos de segurança do site.

www.meupatrocinio.com