Surf vira terapia para jovens autistas | Contei

O transtorno do espectro do autismo (TEA), conforme denominado pelo DMS-5, o Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais, também conhecido pela sua denominação antiga (DSM IV): autismo, é um transtorno neurológico caracterizado por comprometimento da interação social, comunicação verbal e não verbal e comportamento restrito e repetitivo. Como forma de promover a sociabilização da criança e de jovens com a doença, o Surf tem sido uma alternativa em paralelo aos trabalhos médicos. 

Para o jovem influenciador Thor Almeida, de 5 anos, ajuda muito a lidar com a sobrecarga sensorial, aumenta a qualidade de vida e diminui o estresse, fortalece e tonifica a musculatura corporal, melhora a respiração e a capacidade cardiorrespiratória, além de aumentar a resistência, o equilíbrio, e melhorar a coordenação motora.

Thor prática aulas particulares com o Professor Sérgio de Paula na escolinha da Cyclone na Barra da Tijuca.

“Hoje o Surf é uma das atividades que mais gosto”, revela Thor.