Veja vídeo: Musa do Corinthians Paula Lima é repreendida por gerente de academia por sensualizar em gravação: “Fui atacada”

A modelo, que já tinha sido advertida, conta que sofre preconceito no estabelecimento por usar roupas curtas e por ser sexy

Paula Lima, musa do Corinthians, passou por uma situação desagrádavel nesta quinta-feira (7) enquanto treinava na Equinox Kensington, localizada em Londres, no Reino Unido. Quando gravava conteúdo para as suas redes sociais, ela foi repreendida pelo gerente. A influenciadora fitness diz ser alvo de preconceito.

Mais uma vez fui atacada na academia onde treino, aqui em Londres, pelo gerente. Eu estava fazendo meu vídeo como de costume sem ninguém atrás de mim não estava fazendo nada de errado. Ele veio me abordar falando que não podia fazer vídeo na academia”, comenta.

Ela diz que ficou muito chateada com a situação. “Me constrangeu literalmente na frente das pessoas que estavam usando a escada do meu lado”, diz.

Recentemente, Paula foi alvo de preconceito por estar usando uma roupa curta no local, que é frequentada por pessoas abastadas e é localizado em um bairro nobre. Um usuário fez um conta fake para enviar uma mensagem de ódio para modelo.

“Todo mundo sabe que você é uma prostituta. Deveria ter vergonha. E a maneira que você se veste é tão inadequada. Você deixa os outros desconfortáveis”.

Ela rebateu os dizeres: “Não, e as roupas são porque eu tenho um corpo bom porque outras meninas são magras e usam roupas curtas como eu… Me sinto bem assim. Não preciso ter vergonha, tenho um corpo lindo para ser mostrado e não escondido. Quero que você e todas as outras pessoas incomodadas que não têm coragem de mostrar a cara. Você está falando isso. Quero que você tome no centro da bunda”.

Depois disso, Paula lamentou a situação: “Fico chateada. No dia fiquei mal, mas não vou deixar elas me vencerem. Não vou trocar de academia. As outras mulheres se vestem da mesma forma que eu na academia, short, curto, top. Só que sendo magra, elas não têm um corpo da brasileira que chama a atenção, aí julgam por isso”.

Ela ainda disse que tem uma suspeita de quem tenha enviado a mensagem: “Fora alguns boatos que eu fiquei sabendo. Uma pessoa que treina lá conhece um amigo meu e comentou a mesma coisa que a da mensagem: ‘tem uma menina lá que treina lá na academia, que o corpo dela é muito lindo e tal, mas eu acho que ela faz programa, pela forma que ela se veste’. Várias pessoas comentam isso por causa da forma que eu me visto, sem falar os burburinhos e olhares. Mas não vou mudar minha roupa. Quem manda no meu corpo sou eu. Não faço programa e roupa não define caráter”.

https://www.instagram.com/reel/C0kAly-sbCQ/?igshid=MzRlODBiNWFlZA==

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.