Vivi Salvetti vive as emoções da gestação e expectativas para o segundo filho | Contei

Empresária de sucesso, Vivi Salvetti concilia as responsabilidades da carreira bem-sucedida com as emoções da gestação de seu segundo filho. O empreendedorismo é desafiador, e pode tornar-se mais difícil para as mulheres, por barreiras sociais ou culturais que ainda estão presentes na sociedade.

Se a empreendedora for mãe, esse desafio costuma ser maior. Associado aos cuidados que as mães têm com seus filhos, que envolvem a saúde, bem estar, educação, alimentação, brincadeira, há ainda as responsabilidades da vida empresarial, como a gestão da empresa, o direcionamento dos funcionários e o contato com Clientes.

Ainda assim, o número de mulheres donas do próprio negócio ou empresárias vêm crescendo ano após ano. Segundo recentes pesquisas do SEBRAE, as mulheres representam 52,2% dos empreendedores no Brasil, com perfil muito interessante. Embora ainda alcancem menor remuneração em relação aos homens, as empreendedoras brasileiras são mais jovens, possuem maior escolaridade e são mais conservadoras financeiramente.

Viviane Salvetti é exemplo de empreendedora de sucesso, e agora vive novamente a emocionante experiência da gravidez. Empresária à frente do Laboratório VS Lab, destaque no mercado de emagrecimento saudável, em franca expansão internacional, Vivi, que é mãe da Yasmim, de 12 anos, e seu marido, o piloto de rally de velocidade Marcus Cotton, preparam-se para dar à luz ao filho João Pedro, em Julho. Ela nos conta sobre esse novo momento em sua vida.

REDAÇÃO: A Viviane de hoje não é a mesma de 12 anos atrás, quando nasceu a Yasmim. Hoje a empresária está a frente de um grande Laboratório nutraceutico, em plena expansão. Como foi a decisão de viver novamente a experiência da gestação?

VIVI: A Viviane de 12 anos atrás jamais poderia imaginar sua jornada até aqui. Era mais ingênua, embora já apresentasse a mesma garra e determinação, e tinha certeza que o ponto em que me encontrava naquele tempo era apenas o início de um caminho. Desde o início trabalhei muito, e a mudança de minha cidade, com menos de 20 mil habitantes, para São Paulo, a maior metrópole da América Latina trouxe consigo muitos desafios, ainda mais com uma filha pequena. Contei com total apoio de minha mãe, o que foi fundamental. Me lembro de dizer a ela que a mudança seria difícil, mas que iria honrar a ela e a minha filha com o resultado do meu trabalho. Hoje sou uma mulher resolvida, madura, e decidimos, eu e meu marido, que era o momento certo de viver essa gestação plenamente. Ser mãe é uma benção.

REDAÇÃO: Conciliar as responsabilidades da maternidade e do empreendedorismo é um grande desafio para as mulheres, independente do ramo ou tamanho da empresa. Afinal, essa conciliação é possível?

VIVI: Sim, é possível com certeza. Mas não é tarefa fácil, ainda mais nos dias de hoje. Eu busco criar minha filha Yasmim nos princípios da esperança e da fé, e assim será também com o João Pedro. É muito importante encontrar um tempo dedicado apenas aos filhos, para brincar, conversar, mas sem deixar de lado as responsabilidades da empresa, pois é o que traz o pão de cada dia para casa. Costumo brincar que há pelo menos 13 anos não sei o que é trabalhar apenas 8 horas por dia, mas é algo que podemos fazer com prazer, quando encontramos o equilíbrio.

REDAÇÃO: Muitas mulheres têm receio desse momento de decisão que envolve a carreira e a maternidade. O que você a Vivi diria a uma amiga, se ela lhe pedisse um conselho sobre essa decisão?

VIVI: Diria que não desista em momento algum. Irão surgir muitos obstáculos no caminho, mas a todos podemos superar. Tudo vale a pena, a sensação da superação, o cansaço, os resultados alcançados com sua dedicação. Acredite em você acima de tudo, mas nunca se esqueça que Deus está à frente. Ele é o maior sócio que podemos ter.

REDAÇÃO: Para você, quais são as maiores emoções na gestação e na maternidade?

VIVI: Cada momento é único, e precisa ser vivenciado plenamente. A palavra que define uma gestação, para mim, é gratidão. Quando sinto o João mexendo só sinto necessidade de agradecer, em meio a tanta tristeza nos dias atuais, com a pandemia, eu estou sendo abençoada com a geração de uma vida. E minha princesa Yasmim, hoje já chegando a adolescência, foi meu combustível na vida, e continua sendo. Ser bem-sucedida profissionalmente é importante, mas nem se compara a sensação de vitória que é formar uma família feliz.

REDAÇÃO: O que a mamãe Vivi espera para a Yasmim e o pequeno João Pedro, em um momento tão difícil para a humanidade? Quais suas esperanças?

VIVI: Eu converso muito com minha filha sobre tudo que está acontecendo, e como devemos nos proteger, e a todos que amamos. A empatia, o cuidado com o próximo, a importância do respeito e da fé, esses são os valores que eu tenho em minha vida, e que passo à minha família. Apenas com esses fundamentos a situação pode melhorar, e não falo apenas da pandemia, mas da vida no sentido mais amplo. Espero, sinceramente, que a humanidade supere esse momento com uma grande lição aprendida, e que novos tempos estejam chegando em breve, de mais amor e respeito.

REDAÇÃO: E os preparativos para essa reta final da gestação?

VIVI: Essa fase é uma delícia! Estamos preparando tudo com tanto carinho, e contamos com parceiros queridos, como a Vandi & Cia (@vandiecia), que está cuidando da mobília e decoração, a Carol Castilho (@carolcastilhoarq), arquiteta responsável pelo projeto e obra do quarto, e a Bebê Enxovais Oficial (@bebeenxovaisoficial), que vai cuidar de todo enxoval.

Eu, Marcus e Yasmim estamos vivendo esse momento com muita alegria. Esperamos ansiosos pela chegada do nosso João Pedro, com muito amor, conclui, emocionada, Vivi Salvetti.