7 Tendências do E-commerce para 2019 | Contei

Conheça 7 das principais tendências do e-commerce para o ano de 2019 e conquiste o sucesso de seu negócio!

O comércio eletrônico é um dos formatos de varejo que mais cresce no mundo. Por se tratar de um setor em constante progresso, tanto quem já possui lojas físicas quanto quem ainda não adentrou neste segmento tem interesse em investir em uma loja virtual.

Pensando nas projeções positivas feitas por especialistas deste setor, selecionamos e elaboramos uma lista com 7 das principais tendências para o comércio eletrônico no ano de 2019. Confira!

1. Consumidores ativistas

As mudanças de comportamento dos consumidores estão exigindo também transformações e posicionamentos por parte das marcas. Com um perfil muito mais conscientizado e preocupado com questões ambientais e éticas, é importante que você, comerciante, saiba se adequar às novas exigências dos clientes.

O consumidor busca por marcas que tenham valores sólidos, voltados para a sustentabilidade, transparência e relações de consumo e trabalho éticas. Se você deseja se consolidar como referência em seu segmento, comece revisando os valores de sua marca e dando visibilidade para essas mudanças.

2. PWAs ganham força

Os PWAs (Progressive Web App) serão ainda mais incorporados no mercado. Mas o que são os PWAs e por que vêm ganhando destaque? Em termos bem gerais, são um tipo de aplicativo que mescla funcionalidades de sites e apps, se tornando uma versão híbrida com o melhor dos dois mundos.

Dentre os principais recursos, estão a rapidez no carregamento muito superior ao de sites para dispositivos móveis, capacidade off-line e permitir notificações por push. Investir nessa tecnologia é uma aposta com garantias altas de retorno positivo.

3. Mídias sociais transnacionais

Outra grande promessa são as mídias sociais com recursos de transacionalidade. Isto significa que redes sociais poderão ser uma plataforma também de compra e venda direta do comércio eletrônico. Na China, essa já é uma realidade de 55% dos usuários de aplicativos.

O alto retorno e engajamento reforça essa aposta. Redes sociais e aplicativos de conversa privada como o WhatsApp, Snapchat, Facebook e Messenger também devem se tornar transacionais, aumentando assim o espaço para esta tendência.

4. Atendimento automatizado

Em 2019, que tal contratar um funcionário robô? Isso mesmo que você leu! O uso de robôs para a oferta de atendimento automatizado tem crescido e surpreendido positivamente no comércio eletrônico e lojas virtuais.

Os chatbots, robôs que interagem com os consumidores respondendo perguntas, tirando dúvidas e somando informações baseadas em dados, são o futuro do atendimento ao cliente. Além de otimizarem essa oferta de serviço, são funcionários que trabalham constantemente e com o poder de autoaperfeiçoamento.

5. Entregas mais rápidas e otimizadas

Comprar por uma loja virtual é rápido, prático e seguro. Mas e ter acesso ao produto comprado também segue esses princípios? Pensando nisso é que os e-commerces estão se adaptando a novas modalidades de entrega.

Aplicativos de entrega, carros autônomos, e inclusive o uso de drones – realidade em voga nos Estados Unidos – são alternativas para estender a comodidade e rapidez das compras ao serviço de entrega.

6. Realidade virtual e realidade aumentada

Realidades virtual e aumentada são outras tendências que irão tornar o ato da compra ainda mais completo e seguro para os clientes. Através delas os consumidores conseguem visualizar e analisar os produtos de interesse de forma precisa, efetuando a compra com mais segurança.

Grandes lojas virtuais já estão adaptadas a essas tecnologias, mas a expectativa é que em breve pequenos negócios também ofertem esse tipo de serviço. O universo virtual aliado ao físico promete muito em 2019.

7. “Pick Up in Store” encontra mais espaço

Além de todas as tecnologias facilitadoras no processo de compra e entrega, a opção das Pick-up Stores – o famoso modelo em que se compra online e se retira no local – ganhará ainda mais espaço em 2019.

O método de entrega que surgiu em empresas com um grande estoque de produtos, tem se transformado em realidade para lojas menores também. A vantagem deste sistema é que sem o preço do frete, a compra sai mais barata para o consumidor, assim como ele encontra a liberdade de fazer a retirada no momento mais adequado para ele.

Essas são algumas das principais tendências para o comércio eletrônico em 2019. Mas lembre-se: é importante estar atento às constantes transformações do segmento, entender as necessidades e prioridades de seu negócio e não ter medo de investir e mudar. Aproveite para nos deixar um comentário contando sobre suas apostas!

Artigo escrito por nosso convidado Nelson Willian Co-fundador da Agência WnWeb. Desenvolvedor front-end, especialista em SEO, marketing digital e e-commerce. Atua na área desde 2011 e ama tudo isso e ainda plataforma open-source ;). Gosta de contribuir em fóruns, grupos de Facebook e vídeos no youtube.