Brasileiro Cainã Rodrigues é detido e preso na Rússia por causa das restrições da pandemia! | Contei

Brasileiro viaja de Dubai para a Rússia para visitar uma amiga no país e é detido e preso no aeroporto sem poder entrar ou sair do país por causa das restrições da pandemia.

Muitas pessoas devem ter assistido ao filme de Steven Spilberg, estrelado por Tom Hanks, que conta a história de um homem preso em um terminal de aeroporto por ter sua entrada negada nos Estados unidos não podendo retornar ao seu país de origem. O nome do filme “O Terminal”. Agora mais uma vez a vida conseguiu uma maneira de imitar a arte.

O brasileiro Cainã Rodrigues já é conhecido nas redes sociais pelo sucesso no trabalho do mercado financeiro como criptomoedas, bolsa de valores nacional e internacional. Tem parcerias com investidores e contatos com pessoas de mais de cinquenta países espalhados pelo mundo. Fala inglês fluentemente e constantemente viaja a lazer e a negócios pelo mundo.

O jovem do Rio Grande do Sul estava em Dubai, nos Emirados Árabes, em uma viagem de três semanas juntamente com sua família. Enquanto aproveitava o local recebeu o convite de uma amiga Russa para visitar seu país. No aeroporto, antes do embarque, foi comunicado que sua viagem poderia sofrer alguma restrição mas recebeu autorização para prosseguir normalmente a viagem.

Ao desembarcar no aeroporto de Moscou ficou cerca de três horas no setor de espera. A amiga russa tentava em vão explicar para os agentes locais sua situação. Desistindo de continuar no país resolveu comprar uma passagem de volta e retornar para o Brasil. Naquele horário não tinha nenhum voo para o Brasil, mas não suportando ficar naquela situação, fez uma reserva em um voo para Espanha e de lá faria a transferência para qualquer lugar do território brasileiro.

Brasileiro Cainã Rodrigues é detido e preso na Rússia por causa das restrições da pandemia!

Brasileiro Cainã Rodrigues é detido e preso na Rússia por causa das restrições da pandemia!

Nesse momento foi conduzido e colocado em uma pequena sala em condições desumanas e deploráveis. O ambiente estava com a capacidade excessiva de pessoas, mais de doze em um pequeno local, todos sem máscara e alguns fumando em um ambiente fechado. A pequena sala não tinha camas, apenas cadeiras e pedaços de papelão espalhados pelo chão que eram improvisados na tentativa de dormir.

A refeição eram “snacks”, famosos em viagens de avião, servidos apenas dois por dia para cada pessoa. Amontoados no local apertado ficavam sem condições mínimas de dormir. Cainã já se encontrava naquele cenário do filme ‘O sol da meia noite” por mais de vinte quatro horas. “Já faz mais de vinte quatro horas que estou acordado. Confesso que esse não é o maior desafio aqui. A fome bate sem ter o que comer. Não deixam ninguém sair e eu me sinto como um prisioneiro de guerra. Tiraram o meu direito de ir e vir. Não deixar entrar no país eu até concordo, mas não deixar voltar para o Brasil chega a ser desumano”. Conta o nosso Tom Hanks brasileiro da nova versão do filme O terminal.

Cainã Rodrigues conversou com os agentes da embaixada brasileira na Rússia mas continua sem poder sair da sala do aeroporto. Não cometeu nenhum crime! Não tentou entrar no país ilegalmente! Não cometeu nenhuma infração! Seu único “erro” foi ter embarcado para o país com passagem comprada e com a devida autorização da companhia aérea.

As redes sociais de Cainã Rodrigues para acompanhar o caso.   

Cainã ficou detido na pequena sala por mais de trinta horas quando conseguiu enfim embarcar de volta para Dubai.   

Instagram @c.r_investimentos.

facebook.com/maosaosucesso

No Youtube o canal “Mãos ao sucesso”.  

https://www.youtube.com/channel/UCdNMZbOzZQBBYWwZXoN9bAQ.