Dr. Renato Palhares orienta sobre a importância do emagrecimento saudável | Contei

Especialista e referência no assunto, Dr. Renato Palhares alerta para o alto índice de obesos no país, e a importância do emagrecimento saudável

O emagrecimento é um desafio para grande parte da nossa população. Quase 100 milhões de pessoas em nosso país apresentam Índice de Massa Corporal (IMC) nas faixas de sobrepeso ou obesidade, segundo pesquisa recente do IBGE.

Especialista em Cirurgia Plástica e Medicina Estética, além de Saúde Pública, Política, Planejamento e Gestão, Dr. Renato Palhares consolidou-se como referência no assunto. Para ele, os resultados da pesquisa indicam que há urgência em desenvolver e implementar práticas de reeducação alimentar, exercícios físicos e planos de emagrecimento da população.

“O sobrepeso e a obesidade desencadeiam diversos problemas de saúde, como hipertensão, diabetes, colesterol alto, infarto e depressão. Esse problema, que já se torna crônico, atinge brasileiros de todas as idades, em virtude de alimentação inadequada e ausência de atividades físicas na rotina diária”, alerta Dr. Renato.

Além Da Estética

Dr. Renato Palhares ressalta que a perda de peso oferece benefícios que vão além da questão estética.

“O processo de emagrecimento saudável proporciona bem-estar, melhor qualidade de vida, menor propensão a doenças. São inúmeros benefícios físicos e psicológicos, que podem transformar a vida da pessoa”. Ele alerta que, inclusive em pacientes pós bariátricos, o processo de emagrecimento, aliado a rotinas saudáveis, é essencial. “Emagrecer e manter sob controle o peso é uma questão matemática. Precisamos equilibrar o consumo e o gasto de calorias. Se a pessoa ingere 2000 kcal por dia, ela deve gastar a mesma quantidade para manter a condição atual, ou gastar mais para obter emagrecimento. Mas devemos lembrar que o emagrecimento saudável e equilibrado só é possível com acompanhamento de um médico capacitado. Simplesmente parar de comer pode trazer consequências ainda maiores à saúde”.

Cálculo Do Índice De Massa Corporal

É possível monitorar seu IMC através de uma simples equação. “Devemos dividir nosso peso em quilos, pela altura em metros ao quadrado. Consideramos um IMC ideal entre 18 e 25. Acima disso, entramos nas faixas de sobrepeso, obesidade e, a partir de 40, a obesidade mórbida”.

De acordo com sua experiência, Dr. Renato alerta que, embora tenhamos tantos meios de informação hoje em dia, não devemos confiar em promessas milagrosas de emagrecimento. “Consulte sempre um médico, para uma avaliação completa da sua condição, e não apenas o IMC. É importante que sejam analisados diversos parâmetros antes de iniciar a dieta, o exercício ou mesmo a decisão pela cirurgia”, conclui.