LIFTharmony: Dra. Mariana Ribeiro explica sobre esse procedimento que se tornou tendência entre os amantes dos cuidados estéticos

No decorrer dos anos, os cuidados com a beleza, seja feminina ou masculina, se tornaram uma grande tendência. Existe uma maior preocupação em se manter com aspecto rejuvenescido, por isso, os procedimentos estéticos passaram a ganhar tanto destaque nas mídias, sendo assunto de diversas pautas.

Quando se fala sobre rejuvenescer, a região dos olhos e as linhas de expressão são as primeiras a serem pensadas em realizar mudanças, pois são pontos do rosto que chamam bastante atenção. Conforme explica a doutora Mariana Ribeiro, pioneira do LIFTharmony no Brasil, os resultados muito expressivos na face não são tão desejados, pois o cliente prefere obter um rejuvenescimento mais natural, sem mudar suas feições.

Indicado para os pacientes que não podem ou não desejam recorrer a uma cirurgia plástica, a técnica, visa suspender, reestruturar e embelezar a face pela inserção de fios cirúrgicos não absorvíveis em região temporal, associando a toxina botulínica, preenchedores e bioestimuladores. Ela pode ser utilizada por indivíduos que já fizeram inúmeros tratamentos sem resultados esperados, oferecendo resultados tão satisfatórios quanto os cirúrgicos, sem a necessidade da realização de qualquer tipo de corte, uma vez que são procedimentos minimamente invasivos.

Como resultado final, o procedimento tende a rejuvenescer a pele, reduzir flacidez e/ou rugas, levantar as sobrancelhas, diminuir os sulcos profundos chamados de bigode chinês e reduzir o excesso de pele na pálpebra superior. Com uma durabilidade de 3 a 5 anos, tem um custo x benefício muito mais favorável do que outros tipos de tratamentos estéticos. “O rejuvenescimento do futuro caminha em uma direção não cirúrgica”, finaliza.

*Publicado por Jairo Rodrigues

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.